Moe

Biografia

Antes de tudo, “Moe” nunca foi intencionalmente um nome artístico, apenas um apelido que meu irmão me deu há mais de dez anos e ocorreu que, até hoje, muitas pessoas não sabem meu nome e apenas me chamam de Moe…então, aqui está.

Moe - Aulas

Meu primeiro instrumento foi um violão herdado da minha tia quando eu tinha 5 anos de idade. Minha família sempre foi muito musical, todos aprenderam a tocar pelo menos um instrumento e eu sempre fui influenciado desde muito novo pela música que meus pais ouviam – principalmente música clássica e vários estilos de rock, já que minha mãe estudou piano clássico e meu pai tocou guitarra em algumas bandas quando era mais jovem.

Foi apenas depois de alguns anos que decidi estudar música tomando aulas e o violão foi uma escolha natural, considerando que eu já possuía um. Meu primeiro contato com estudos formais de música foi no início de 1992, com 10 anos de idade, quando comecei a ter aulas de violão, que logo se tornariam aulas de violão clássico. Estudando peças clássicas, aprendi algo sobre notação musical e teoria. Não demorou muito para que eu descobrisse que queria ter uma guitarra e entrar em outra área, orientada ao rock, seguindo as influências do meu pai com classic rock e bandas dos anos 70, como Grand Funk Railroad, Black Sabbath, Creedence Clearwater Revival, The Beatles, The Rolling Stones, Bob Dylan, Alice Cooper e algumas outras bandas.

Minha primeira guitarra foi um presente de meu pai em Abril de 1996, quando eu estava com meu irmão Marcel e meu parceiro de Time Train, Renato, procurando por um baterista para começar o que seria minha primeira banda completa. Alguns anos depois, em 1998, eu viria a conhecer o conceito sonoro que mudou meus caminhos e interesses musicais: King Diamond. Fiquei realmente surpreso e percebi que queria fazer algo com aquela informação e, dali para frente, tornou-se uma das minhas maiores influências. Na verdade, foi isso que abriu minha cabeça para diversas bandas de metal, já que eu era um cara mais setentista e conhecia apenas algumas bandas de metal, como Metallica e Iron Maiden. Algumas outras grandes influências vieram nessa época, como Dream Theater e o Mestre da Guitarra de Todos os Tempos, Steve Vai. Dizendo a verdade, Steve Vai é minha maior influência, como guitarrista e músico, por diversas razões. Seu trabalho é muito diversificado e eu poderia passar minha vida toda aprendendo coisas novas somente com os trabalhos dele, eu acho. Sua música me inspira toda vez que a escuto, leio, assisto, inalo, respiro ou faço qualquer coisa com ela.

Depois disso, algumas outras bandas que também desempenham um grande papel na minha musicalidade surgiram também, como Nevermore e Savatage, e eu tentava obter tanto material quanto fosse possível relacionado às bandas que gosto: gravações, entrevistas, letras, qualquer coisa que eu pudesse encontrar. Então, outra banda na qual mergulhei foi Queensrÿche, que conheci em um show em 1997, junto com Megadeth.

Depois de anos cantando em bandas, resolvi me dedicar também aos estudos da voz. Procurei o Conservatório Souza Lima, e me deparei com o trabalho do Lyba Serra, com quem faço aulas de técnica vocal desde 2010. Tem sido uma jornada maravilhosa, de muito auto-conhecimento e desenvolvimento, caminhando para formas de me expressar ainda mais, como um músico mais completo.

Atualmente, tento estudar tanto quanto possível (e eu realmente acho que qualquer dia isso vai me transformar numa coruja por causa de tantas noites acordado…), aprendendo músicas das minhas bandas favoritas, estudando exercícios técnicos e mecânicos de guitarra e voz, composição e teoria, a qual, diferentemente da maioria dos guitarristas, eu gosto muito. Tento também ter o máximo de contato possível com outros instrumentos, como teclados, baixo e um pouco de percussão também.

Estou também trabalhando em minhas próprias composições e alguns projetos com outros músicos e amigos, onde posso ter contato com outras origens musicais e aprender experimentando essas situações. Caso tudo ocorra dentro do planejado (e eu realmente espero que sim), logo terei mais algumas novas gravações desses projetos para disponibilizar aqui, para você conhecer esses trabalhos e me dizer o que acha. Esta biografia deverá ser continuada e atualizada…

  • You may use these HTML tags: <a> <abbr> <acronym> <b> <blockquote> <cite> <code> <del> <em> <i> <q> <s> <strike> <strong>

  • Comment Feed for this Post
Go to Top